quinta-feira, 1 de maio de 2008

QUE GOSTO TEM O ESPERMA MASCULINO?


Quem já o provou, relata que possui um sabor sui generis, quase insípido, levemente salgado. É composto dos espermatozóides, proteínas, frutose, vitaminas, sais minerais e outras substâncias menos importantes. É altamente nutritivo, embora sua pequena quantidade não seja suficiente para fazê-lo. O simples ato de ingeri-lo não excita, porém o clima que cerca sua ingestão poderá excitar o casal, ou quem o ingere. O oposto também poderá ocorrer.

Quanto tempo sobrevivem os espermatozóides fora do organismo e dentro do corpo da mulher?
A vagina é o receptor do sémen, mas tem características hostis aos espermatozóides. É a cerviz uterina que no período ovulatório, produz secreção que admite, nutre e facilita o transporte dos espermatozóides, permitindo que este alcance o óvulo em condições de fecundá-lo. O transporte dos espermatozóides, inicialmente é rápido alcançando a tuba em minutos, mas muitos permanecem em criptas existentes na cerviz uterina, e são liberadas de forma continua. Estes espermatozóides mantém sua mobilidade por três dias, alguns acreditam que por até sete dias, mas não é claro o que ocorre com a capacidade de fecundação. Vários factores interferem no tempo de sobrevida dos espermatozóides e não apenas o fato de estar fora do organismo. Ex. Temperatura, grau de acidez do local, etc. Em um período de 6 horas, em laboratório, o esperma, para ser considerado fértil, apresenta no mínimo 48% de espermatozóides vivos.

É possível ter orgasmo sem ejacular?
O mais comum é que o orgasmo no homem seja acompanhado da ejaculação, mas eles podem ocorrer separadamente. Ninguém diz, mas o homem também pode fingir orgasmo. As vezes um homem tem uma ejaculação, mas esta não vem acompanhada de um orgasmo. O contrário, ter orgasmo sem ejacular é mais difícil, mas também pode acontecer.

1 comentários:

Anônimo disse...

Diferentemente do que muitos afirmam, o esperma não tem um gosto ruim, seu sabor é apenas diferente de tudo que voce experimentou. Como todo novo sabor, exige um certo tempo para se adaptar. No periodo da menopausa, a ingestão frequente de esperma reduz significativamente os sintomas desagradaveis dessa fase.

©2007 '' Por Elke di Barros